Grunge surge como inspiração em coleções de inverno

Nenhum Comentário

O grunge, movimento iniciado na década de 90, em Seattle, capitaneado pelo Nirvana de Kurt Cobain retorna na temporada de inverno, como sinaliza as passarelas internacionais. O visual desapegado, com roupas de brechó, jeans rasgados, coturnos, bem ao estilo de Kurt Cobain, ícone maior desta geração, ganhou versão fashionistas, sem perder a essência de desleixo.

190216-marc-jacobs-oi-1617-02

Marc Jacobs – Foto: Marcio Madeira/ Zeppelin

A sobreposição de peças pesadas e fluídas, numa pegada oversize, esteve presente no desfile marca portuguesa Marques’ Almeida. Com forte referência do grunge, a marca apostou nos xadrezes característicos desta geração, mas em tons de vermelho e branco.

MarcJacobs_Fall2016_2

marques-almeida-oi-1617-01

Marques’ Almeida

Quem também bebeu nessa forte, confirmando uma tendência nas passarelas internacionais, foi Marc Jacobs. O grunge foi um dos elementos presente na estética gótica e oversize do desfile do estilista na Nova York Fashion Week.

Rihanna no lançamento da sua coleção para a Puma (Getty Images)

Rihanna no lançamento da sua coleção para a Puma. Referências grunge também no esportivo (Getty Images)

O que é o grunge? A palavra grunge, inclusive, significa sujeira, desleixo. Frequentemente, o grupo fazia uso de roupas velhas, por vezes de brechós, como camisas de flanela, camisetas puídas de bandas, jeans rasgados, parkas, tênis e coturnos surrados e óculos de armação tartaruga. As peças sobrepostas e os aspectos andróginos do grunge mais tarde tornaram-se moda, sendo utilizados como tema para editoriais de revistas. (Glossário da Moda)

ap_537679400527-cropped (1) ALE_1490-ok-1050x700 can-fashion-find-a-new-way-to-do-grunge-body-image-1437757650

Deixe um comentário