Bichectomia: saiba mais sobre a cirurgia para afinar o rosto

Nenhum Comentário

A Bichectomia se tornou a cirurgia queridinha para quem deseja afinar o rosto. Celebridades como Angelina Jolie, Jenifer Lopez, Jennifer Aniston e Kim Kardashian são alguns dos inúmeros nomes que aderiram ao procedimento. Puramente estética, o procedimento consiste na retirada parcial de estruturas de gordura presentes na face, na região das bochechas, chamadas de Bolas de Bichat. Essas bolsas de gordura existem naturalmente e independem do peso da pessoa. A dentista Dra. Kamila Godoy enumera alguns pontos importantes que devem ser levados em conta sobre o assunto:

Antes e Depois

Kardashian

Kim Kardashian

JLO

Jennifer Lopez

Jennifer Aniston

Jennifer Aniston

bichectomia1

Anjelina Jolie

1. A Bichectomia pode ser feita tanto pelo cirurgião dentista quanto pelo cirurgião plástico. O cirurgião dentista domina o conhecimento da anatomia e funcionamento da cavidade oral com bastante propriedade. Se a cirurgia for feita inadequadamente, pode danificar estruturas importantes da face, como artérias e nervos, causando consequências como hematomas e perda de sensibilidade na face;

 2. A cirurgia é indicada quando as estruturas maxilares podem sustentar o tecido facial e não criar uma face caída após a remoção das Bolas de Bichat. É importante salientar que a avaliação clínica realizada pelo profissional capacitado indicará ou não a realização do procedimento;

3. Nem todas as pessoas podem fazer este procedimento. Quanto mais alongado o rosto, menos se indica a cirurgia pela queda de tecido que, possivelmente, alongará ainda mais a face. Rosto redondo e oval podem se beneficiar com o procedimento;

 4. O peso do paciente não tem relação com o tamanho da Bola de Bichat, que tem a função de amortecer o atrito entre as estruturas da face;

 5. Pessoas com problemas de saúde, como doenças infecciosas, são contraindicadas a fazer a cirurgia. Existem riscos de infecções, sangramentos, assimetria e parestesia (sensação cutânea como formigamento, pressão, frio ou queimação);

6. Exames pré-cirúrgicos são fundamentais, como hemograma completo, coagulograma e glicemia;

7. A cirurgia é intraoral, ou seja, o corte é feito dentro da boca. A anestesia é local, sem necessidade de bloqueio;

 8. O tempo de duração da cirurgia dependerá da experiência do profissional, anatomia do paciente e existência de intercorrências. Mas, geralmente dura entre 1 hora e uma 1h30;

9. Normalmente ocorre um inchaço na região após a cirurgia, que pode ser controlado com o uso de compressas geladas, bandagem funcional (aplicações de faixas no rosto que controla o edema e o desconforto), medicação e repouso. Deve-se evitar consumir alimentos ácidos e álcool. O uso de protetor solar com fator de proteção solar maior do 30 é importante. O retorno às atividades demora dois dias em geral, dependendo da recuperação do paciente.

Deixe um comentário